Política de Cookies

Ao aceitar a política de cookies da Cognos, deverá ter em consideração que a utilização de cookies possibilita a personalização da utilização e apresentação de serviços e ofertas adaptadas ao seu interesse. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura.

Procuro o curso de…
Curso de Formação Perturbações do Comportamento Alimentar: Compreensão e Intervenção Psiquiátrica e Psicológica

Curso de Formação Perturbações do Comportamento Alimentar: Compreensão e Intervenção Psiquiátrica e Psicológica


Preço: 230,00 €
Possibilidade de pagamento faseado.
Duração:
  • 2 meses (60h)
Email:

Formato / Calendarização:
  • E-learning: início imediato
    ou
    Presencial: 17 de abril de 2024

"Compreender os determinantes do comportamento alimentar constitui um passo importante para o desenvolvimento de estratégias de prevenção, de aconselhamento e de intervenção no excesso de peso e na obesidade."

Viana V., Candeias L., Rego C., Silva D

Informações Adicionais

Destinatários


Profissionais da área da saúde, em especial psicólogos, psiquiatras, terapeutas e outros envolvidos no cuidado ao paciente com perturbações alimentares e seus familiares.

Ver Detalhes

Objetivo Geral


No final do curso, os formandos deverão ser capazes de atualizar e aprofundar os conhecimentos em metodologias de intervenção psiquiátrica e psicológica no âmbito das perturbações do comportamento alimentar.

Ver Detalhes

Objetivos Específicos


    - Identificar e especificar os fatores desenvolvimentais associados às perturbações alimentares, nomeadamente a influência parental;

    - Especificar e compreender o perfil psicológico associado ao espetro das perturbações alimentares;

    - Identificar e compreender os fatores psicológicos e alterações psiquiátricas que predispõem e propiciam as Perturbações Alimentares;

    - Identificar e especificar os principais quadros teóricos de intervenção nas perturbações específicas do comportamento alimentar;

    - Especificar e compreender as especificidades do tratamento em cada um dos diagnósticos específicos de perturbação alimentar;

    - Reconhecer e enquadrar as estratégias de intervenção na perturbação alimentar mais eficazes;

    - Estruturar e avaliar um plano de tratamento num quadro de perturbação do comportamento alimentar.


Saídas Profissionais


Inserção em equipas técnicas multidisciplinares na área dos serviços de saúde envolvidos no cuidado ao paciente com perturbações do comportamento alimentar e familiares.

Ver Detalhes

Certificado


Este curso enquadra-se na Formação Profissional Contínua. Irá obter, no final do curso, um Certificado de Formação Profissional emitido através da Plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa), em conformidade com a Portaria nº 474/2010, de 8 de julho, sendo para isso necessário atingir uma classificação final igual ou superior a 10,00 valores.

Ver Detalhes

Equipa Formativa


Formadores Certificados Pedagogicamente pelo IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional) e com vasta experiência na área.

Ver Detalhes

"As Perturbações do Comportamento Alimentar (PCA) nos adolescentes e os comportamentos inapropriados de controlo de peso alcançaram proporções preocupantes nos países ocidentais. Estes comportamentos variam desde dietas excessivas a distúrbios alimentares completos. Correspondem à terceira doença crónica mais prevalente nos adolescentes, a seguir à obesidade e à asma."

Chamay-Weber C., Narring F., Michaud P. (2005)

Plano Curricular


  • Processo Desenvolvimental
  • Influência Parental
  • Padrões Alimentares Parentais
  • Estilo Parental
  • Etiologia Psicológica dos Transtornos Alimentares
  • Intervenção na Anorexia Nervosa
  • Intervenção na Bulimia Nervosa
  • Intervenção na Ingestão Alimentar Compulsiva
  • Estrutura Global do Processo Terapêutico
  • Estratégias Cognitivo-Comportamentais
  • Modelos Teóricos
  • Estrutura Global do Processo Terapêutico

Curso de Formação Perturbações do Comportamento Alimentar: Compreensão e Intervenção Psiquiátrica e Psicológica

Os esforços dos pais com o objetivo de prevenir problemas na esfera alimentar dos filhos, especificamente o controlo alimentar que inclui atitudes restritivas e pressão para comer, tem muitas vezes o efeito oposto ao esperado. Ao imporem as suas próprias necessidades ou procurando moldar as necessidades dos filhos prejudicam o desenvolvimento da capacidade destes em regular a ingestão energética. Estima-se no sexo feminino, uma prevalência ao longo da vida de 0,5 a 3,7% para a Anorexia Nervosa ede 1,1 a 4,2% para a Bulimia Nervosa. A proporção da prevalência entre os sexos masculino e feminino varia de um para seis a um para dez.

Curso de Formação Perturbações do Comportamento Alimentar: Compreensão e Intervenção Psiquiátrica e Psicológica

Outros cursos na área de SAÚDE

anterior
próximo