INÍCIO | APRESENTAÇÃO | E-LEARNING | FORMAÇÃO | FORMAÇÃO AVANÇADA | MBA's | LIVRARIA | NOTÍCIAS | CONTACTO
menu logo logo cognos formação
Logotipo dgert logo cognos formação
Formação Avançada
Pós-Universitária
em Criminologia
Contacto Cognoscontactos cognos
logo associação portuguesa de criminologia

Formação Avançada Pós-Universitária em Criminologia

 Certificado pela APC - Associação Portuguesa de Criminologia logo associação portuguesa de criminologia

Preço
890 €. Possibilidade de pagamento faseado

Formatos disponíveis
E-Learning (6 meses) ou Presencial (350H)

Certificação
+info





O que é a Criminologia?


"A Criminologia é a ciência humano-social que estuda o Homem criminoso, a natureza da sua personalidade, os fatores criminógenos, a criminalidade, as suas geratrizes, o grau da sua nocividade social, a insegurança e intranquilidade que é capaz de causar à sociedade e aos seus membros, a solução do problema da criminalidade e da violência através do emprego dos meios capazes de prevenir a incidência e reincidência no crime, evitando ou eliminando as suas causas"

Farias Júnior

Saiba tudo sobre:

- Tipos de crimes
- Arguido / Suspeito
- Lei, Tribunal e Ministério Público
- Crime organizado
- Branqueamento de capitais
- Criminalidade informática
- Teorias jurídicas
- Violência doméstica
- Personalidade criminal
- Assassinos em série
- Análise de criminosos à luz da psiquiatria forense
- Tipos de vítimas e perfis de vitimação
- Perfil criminal: retrato físico e psicológico
- Estratégias de investigação criminal
- Proteção e segurança
- A cena do crime
- Exames médico-legais

O QUE DIZEM OS NOSSOS FORMANDOS...

  • Qualquer realização humana, mesmo que individual, é sempre o resultado de um conjunto diversificado de contextos, de instituições e, especialmente de pessoas. Estou satisfeita pela organização dos materiais, pela clareza dos conteúdos das ma (...)
    Irma Ginga
  • É um tipo de formação bastante interessante. Os frutos começam já a surgir, na medida em que, no âmbito do meu trabalho prático forense, já me ajudou em tarefas bastante complexas. A encerrar esta formação, que muito me orgulha, não podi (...)
    José Elias
  • Qualquer realização humana, mesmo que individual, é sempre o resultado de um conjunto diversificado de contextos, de instituições e, especialmente de pessoas. Estou satisfeita pela organização dos materiais, pela clareza dos conteúdos das matérias, o custo total do curso foi justo e bom, facilitando assim, a minha e de outros formandos que participaram neste curso de Formação em Criminologia. Agradeço muitissímo." " Esta formação só teve aspectos positivos. A partir do primeiro dia foi essencial e muito importante o papel dos formadores, sempre disponível e atentos a cada avanço e a cada tentativa de exploração da plataforma. Surpreendente foi também a forma como um grupo de formandos, que não se conheciam e a maior parte terminou a formação sem se conhecer pessoalmente. Pessoalmente considero que este curso de Formação em Criminologia, está muito bem organizado e estruturado, com a selecção de conteúdos programáticos fundamentais à aquisição das competências necessárias para a utilização das ferramentas de uma forma criativa e eficaz. Ao terminar este curso comprovei que a distância não é barreira, que esta tecnologia consegue unir as pessoas (sem se conhecerem), e que é possível ser produtivo e criativo a favor de todos, pela comunhão e partilha, não só de ansiedades, mas também de alegrias e objectivos. Estou pronta para outra experiência. Agradeço a todos os Professores, por me proporcionarem o conhecimento não apenas racional, mas a manifestação do caráter e afetividade da educação no processo de formação de Formação em Criminologua, por tanto que se dedicaram a mim, (embora a distância), não somente por me terem ensinado, mas por me terem feito aprender. A palavra mestre, nunca fará justiça aos professores dedicados aos quais terão os meus eternos agradecimentos. A todos os Formadores o meu muito Obrigada por tudo

    • Irma Ginga
  • É um tipo de formação bastante interessante. Os frutos começam já a surgir, na medida em que, no âmbito do meu trabalho prático forense, já me ajudou em tarefas bastante complexas. A encerrar esta formação, que muito me orgulha, não podia fazê-lo, sem antes endereçar a V. Exas uma dedicatória muito especial, em gesto de agradecimento, citando - Antoine de Saint-Exupéry: "Ninguém escapa ao sonho de voar, de ultrapassar os limites do espaço onde nasceu, de ver novos lugares e novas gentes. Mas saber ver cada coisa, em cada pessoa, aquele algo que a define como especial, um objecto singular, um amigo - é fundamental. Navegar é preciso, reconhecer o valor das coisas e das pessoas, é mais preciso ainda

    • José Elias
Close


1. CALENDARIZAÇÃO

Em formação e-learning: início imediato
ou
Em formação presencial: início a

2. HABILITAÇÕES MÍNIMAS
Licenciatura, Bacharelato, Pós-Graduação, Especialização, MBA, Mestrado ou Doutoramento.

3. DESTINATÁRIOS
Profissionais das áreas das Ciências Sociais e Humanas, Direito, Polícias, Militares, Profissionais de carreira judiciária e potenciais interessados que pretendam adquirir conhecimentos nesta área.

4. OBJETIVOS
• Adquirir uma visão global dos diferentes aspetos relacionados com a criminologia;
• Promover a reflexão sobre os conflitos sociais que provocam a criminalidade urbana e rural, interna ou transnacional;
• Analisar e compreender de forma aprofundada a natureza do crime e da violência;
• Explorar técnicas de investigação criminal no que concerne à definição do retrato psicológico e perfil criminal;
• Compreender a importância da vítima, a sua conduta e medidas para reduzir o dano;
• Compreender e demonstrar conhecimento de metodologias de investigação criminal;
• Incentivar a crítica académica no âmbito das medidas de reinserção social de criminosos;
• Interpretar e discutir bibliografia científica relevante para a área da Formação Avançada Pós-Universitária.

Sucesso

5. PLANO CURRICULAR

  • A Sociologia da criminalidade
  • A origem da punição
  • O direito, o delito e a criminologia
  • O objeto e o método da criminologia
  • Antropologia do homem criminógeno
  • Neuropsicologia e psiquiatria forense

  • A visão da sociedade e as teorias do crime
  • Comportamento desviante, agressividade e violência
  • Segurança interna, criminalidade violenta e o terrorismo
  • Comportamento abusivo, pornografia e violência sexual
  • A medicina legal e as ciências forenses
  • O contributo e a intervenção da psicologia da justiça

  • Introdução ao Direito Processual Penal: Natureza, Valores e Finalidades
  • A Estrutura Acusatória e os Modelos de Processo Penal
  • Jurisdição Penal
  • Os Sujeitos Processuais (Em Destaque: O Tribunal e o Ministério Público)

  • PARTE I - O Crime Organizado
    • Introdução
    • Globalização e sociedade de risco
    • Conceito e estrutura do crime organizado
    • O crime organizado no nosso ordenamento jurídico-penal
  • PARTE II - A Criminologia Económica
    • Introdução
    • Cenário da política criminal económica
    • Direito penal económico: é legítimo? É necessário?
    • A autorregulação regulada: Corporate governance e compliance
    • O branqueamento

  • Conceito de direito penal
    • Noção de direito penal
    • As normas penais, o facto ilícito e a sanção
    • O direito penal e o poder punitivo do Estado
    • O conceito de bem jurídico
  • Fins do direito penal e das sanções penais
    • Secção I – Fins do direito penal
      • Diversidade de fins do direito penal
      • Prevenção geral
      • A prevenção geral negativa
      • A prevenção geral positiva
      • Outras teorias sobre os fins do direito penal: Crítica
    • Secção II – Natureza e fins das sanções penais
      • As sanções penais são meios de tutela jurídica repressiva
      • Pluridimensionalidade dos fins das sanções penais
      • Natureza e fins das penas criminais
      • Natureza e fins das medidas de segurança
      • Monismo e dualismo das penas e medidas de segurança
  • Caraterísticas essenciais do direito penal
    • Os princípios da autonomia, proporcionalidade, subsidiariedade, legalidade e jurisdicionalidade do direito penal
    • Os princípios da culpa e do direito penal do facto
    • O princípio da humanidade das penas e dignidade da pessoa enquanto limite da duração e execução das penas
  • Classificações do direito penal
    • Parte geral e parte especial do direito penal; direito penal comum e direito penal especial
    • Outras classificações
  • As ciências penais: A dogmática jurídico-penal
    • A ciência do direito penal. A dogmática jurídico-penal
    • Outras ciências do direito penal: filosofia e história do direito penal
    • A política criminal
    • A criminologia
    • Ciências auxiliares do direito penal

  • Natureza e conceito dos direitos fundamentais e direitos humanos
  • O “desenvolvimento” dos direitos fundamentais e dos direitos humanos
  • As fontes dos direitos fundamentais e dos direitos humanos

  • O bem jurídico protegido
  • O concurso de crimes
  • O fundamento da natureza pública do crime
  • O suicídio da vítima
  • Violência na idade maior
  • Questões de direito adjetivo (processual)
    • A vítima e a centralidade do arguido
    • Flagrante delito
    • Recolha de prova
    • Declarações para memória futura
    • O silêncio
  • O que diz a Lei
    • Declaração Universal dos Direitos do Homem
    • Constituição da República Portuguesa
    • Convenção de Istambul
    • Declaração dos Direitos da Criança
    • Convenção sobre os Direitos da Criança
    • Princípios das Nações Unidas para as Pessoas Idosas
    • Código Penal

  • Saúde Mental e Crime
    • Enquadramento Conceptual
    • Da Normalidade à Psicopatologia e ao Crime
      • Normalidade e patologia
      • Comportamento desviante e marginalidade
      • Comportamento anti-social
      • Perturbação anti-social da personalidade
      • Agressividade e raiva
      • Personalidade criminal
      • Atitudes pró-criminais
      • Psicopatia
  • A Entidade do Homicida e Assassinos em Série
    • Definição
    • Resenha Histórica
    • Características
    • Modelos Integradores
    • Causas
  • Inimputabilidade Penal
    • O Conceito de Anomalia Psíquica

  • Noções Gerais de Vitimologia
  • Origens da Vitimologia
  • Teorias de Vitimização
    • Teoria do Estilo de Vida
    • Abordagens Feministas
    • Realismo de Esquerda
    • Aspetos Críticos
  • Impacto do Crime na Vítima
  • Orientações Globais no Apoio à Vítima
  • Vitimologia no Contexto de Violência Doméstica
    • Considerações Gerais
    • Enquadramento Legal
    • Exercício da Violência Doméstica (Conjugal)
    • Impacto da Violência nas Crianças
    • Violência contra Dependentes
  • Vitimologia no Contexto de Violência Sexual – Adultos
    • Considerações Gerais
    • Enquadramento Legal
    • Impacto na Vítima
    • Intervenção Articulada
    • Abordagem às Vítimas
  • Vitimologia no Contexto de Violência Sexual – Crianças
    • Considerações Gerais
    • Enquadramento Legal
    • Especificidades na Abordagem com Crianças
  • Vitimologia no Contexto de Violência Sexual – Aspetos de Intervenção Médico-Legal

  • Profiling Criminal: técnica ou intuição
  • Noções gerais e o papel do profiler
  • Objetivos e considerações no Profiling
  • Domínios de Aplicação
  • Introdução às Abordagens
  • Principais Abordagens
  • Elaboração de Perfis Criminais
  • Indicadores na elaboração de Perfis Criminais
    • Crimes Sexuais - Crianças
  • O Estranho Caso de Jack the Ripper – Estudo de Caso

  • O Conceito de Investigação Criminal
    • Conceito Normativo
    • Conceito Material
  • Estratégias de Investigação Criminal
    • Interrogação
    • Instrumentação
    • Interpretação de vestígios
    • Criminalística, Polícia Técnica e Polícia Científica
  • A Organização da Investigação Criminal
    • O Método
    • A informação
    • A cooperação
  • A Prova, o objetivo central da Investigação Criminal
    • Princípios jurídicos relativos a prova
    • Prova Pessoal ou Subjetiva
      • A entrevista e o Interrogatório
      • Meios de prova pessoal
    • Prova Real, Material ou Objetiva
    • Meios de Obtenção de Prova
  • Fases da Investigação Criminal
  • Competências da Investigação Criminal
  • Novos Desafios da Investigação Criminal

  • O Jovem Delinquente e o Homem Criminógeno  
  • Comportamento Desviante, Delinquência e Criminalidade
  • Enquadramento Legal e Institucional dos Menores em Perigo
  • A Psicologia Forense na Prevenção da Delinquência Juvenil
  • Avaliação dos Fatores de Risco Associados aos Comportamentos Desviantes
  • O Bullying, a Vitimação e o Risco de Ser Delinquente

  • Crime, Sociedade e Segurança
  • Comportamentos de Risco e Vitimação
  • Avaliação e Prevenção da Violência Doméstica
  • Mau Trato e Abuso Sexual de Menores 
  • Estratégias de Prevenção para Casos de Bullying  
  • Intervenção com Agressores e Autores do Delito

  • Educação para os Direitos Humanos
  • Medidas de Promoção e Proteção de Menores
  • Medidas de Segurança e de Privação da Liberdade 
  • Reabilitação e Reinserção Psicossocial 
  • Planos de Reabilitação Psicossocial

  • Elaboração de um projeto de Formação Avançada Pós-Universitária no âmbito da criminologia, tendo em conta os conteúdos temáticos abordados ao longo das unidades modulares da Formação Avançada Pós-Universitária.

6. FORMAÇÃO AVANÇADA PÓS-UNIVERSITÁRIA - CERTIFICADO

Este curso enquadra-se na Formação Profissional Contínua. Irá obter, no final do curso, um Certificado de Formação Profissional emitido através da Plataforma SIGO (Sistema de Informação e Gestão da Oferta Educativa e Formativa), em conformidade com a Portaria nº 474/2010, de 8 de julho, sendo para isso necessário atingir uma classificação final igual ou superior a 10,00 valores.

O Certificado de Formação Profissional é válido para cumprimento das 40 horas de formação profissional contínua obrigatória para as Empresas, de acordo com o Código do Trabalho.

O Certificado de Formação Profissional poderá também ser válido para:

  1. Valorização da candidatura num concurso público ou privado, dependendo do regulamento específico do concurso.
  2. Obtenção de créditos (ECTS), numa instituição de ensino superior, nos termos do disposto no artigo 45.º Creditação, 1 alínea f) do Decreto-Lei n.º 65/2018, de 16 de agosto e, legislação vigente, transcrita seguidamente:
    “1 — Tendo em vista o prosseguimento de estudos para a obtenção de grau académico ou diploma, os estabelecimentos de ensino superior: f) Podem creditar outra formação não abrangida pelas alíneas anteriores, até ao limite de um terço do total dos créditos do ciclo de estudos.”
    O valor de ECTS é analisado e creditado pelas Instituições de Ensino Superior.
Enquadramento

Com a frequência e aproveitamento desta formação profissional, irá obter uma formação de elevada relevância no mercado de trabalho, uma vez que comprova possuir conhecimentos e práticas avançadas em determinada área, após o seu ensino universitário.

Este curso enquadra-se na formação profissional contínua, que visa a aquisição de saberes numa dada área ou função específica, pressupondo a existência de uma qualificação prévia para a sua realização, não atribuindo grau académico (Licenciatura, Mestrado ou Doutoramento).

Sendo uma formação profissional contínua, não está a sua realização reservada às Instituições de Ensino Superior. A Cognos Formação não é uma instituição de Ensino Superior, mas sim uma Instituição de Formação Profissional, pelo que, naturalmente, não nos compete a emissão de certificados de pós-graduação, formação pós-graduada, diploma de técnico superior profissional, nem a atribuição de graus académicos de licenciado, mestre e doutor.

No estrito cumprimento do Decreto-Lei n.º 65/2018 de 16 de agosto e Decreto-Lei n.º 27/2021 de 16 de abril, a Cognos Formação não utiliza os termos reservados às instituições de ensino superior como «pós-graduação», «formação pós-graduada» e outros que sugiram estar em causa formação própria de ensino superior. A Cognos Formação não realiza formação pós-graduada, nem formação em consórcio, ou outras formas de cooperação com instituições de ensino superior, não estando sob a superintendência científica e pedagógica das mesmas. A Cognos Formação respeita escrupulosamente a legislação em vigor, esclarecendo devidamente os seus clientes sobre a modalidade de formação profissional que realizam.

7. EQUIPA FORMATIVA
Formadores Certificados Pedagogicamente pelo IEFP-Instituto de Emprego e Formação Profissional e com vasta experiência na área.